Monday, August 21, 2006
















TERRA DO BERÇO
ESPLÊNDIDO

Por Ergom Abraham

Existe uma palavra que quase não mais ouvimos ou pronunciamos: BRIO!

Qual é o significado dessa pequeníssima palavra? Você não sabe?

Ela é um substantivo masculino que expressa “pudor”. Um sentimento que nasce na própria DIGNIDADE. Colocar alguém em BRIOS é fazê-lo tomar como ponto de HONRA o que se pretende. Corresponde também à “GARBO” (de um cavalo). Termo oriundo do gaulês “brivos”. Cp. Castelhano e italiano.

A palavra BRIO, tão usada no passado, hoje está praticamente esquecida dos brasileiros, principalmente dos políticos e já se torna completamente obsoleta, juntamente com a HONRA e a DIGNIDADE dos brasileiros. Virou uma palavra arcaica, “fora de moda”, coisa de “careta”.

No entanto, nessas 4 letrinhas, temos a solução para o nosso país. No sentido popular, BRIO também significa: VERGONHA NA CARA! Coisa que também se tornou rara no meio político brasileiro.

Esta seria uma simples, direta e rápida solução para esse grave problema brasileiro que estamos passando neste triste e vergonhoso momento de nossa história. Uma fase de “FALTA DE VERGONHA NA CARA”.

Entendemos que o Brasil é um país que foi colonizado por desregrados, exilados, aventureiros, criminosos, mixórdia de raças e culturas, um verdadeira “Calderão do diabo”, como diria Gilberto Freyre, o falecido sociólogo.

Nos costumes da antiga monarquia lusitana, HONRA era a terra, ou propriedade privilegiada pertencente a fidalgos ou cavaleiros e que por isso gozavam certas imunidades. A instituição das honras era por carta de el-rei ou por marcos e balisas. “Honra ao que morre amortalhado em suas armas e envolto no seu pendão”. Assim quis o Pai/Mãe que a “HONRA” dos brasileiros fosse o próprio Brasil, como propriedade privilegiada, com uma grandiosa missão cíclica. Uma “MISSÃO DE HONRA” de tornar-se o centro irradiador da civilização planetária integrada.

Brasilis ou Brasilan, cadinho onde está sendo forjada a Nova Raça, a Raça Dourada, o homus Olímpykos.

Assim, espíritos guardiões da Honra e da Ordem da Pátria Brasileira, sois os novos Cavaleiros a quem cabe sustentar a Dignidade do povo brasileiro, sem dar um passo sequer para trás, mesmo que “amortalhados em suas armas” e “envoltos em seu Pendão”, a gloriosa Bandeira do Brasil, em cujo dístico pode-se ler: “ORDEM E PROGRESSO”, em letras verdes, numa faixa branca que envolve um Globo Azul Estrelado que sustenta o Cruzeiro do Sul, ao centro de um Losango de Ouro, envolto por um duplo-quadrado Verde-esmeralda.

Afinal... o que os nossos governantes estão fazendo com o Brasil? O que estão fazendo com as honras que El-Rei concedeu como supremo privilégio, por missão cíclica Divina? O que estão fazendo com esta terra privilegiada, com este solo sagrado? Os governantes são eleitos pelo povo, mas outorgados pelo Melkitsedek, Rei da Paz e da Justiça, da qual deveriam ser Cavaleiros de Honra!

Hoje podemos ouvir de muitos lábios, que sentem vergonha de serem brasileiros. Um imenso número de jovens tentam deixar o país para procurar oportunidades na fora, em outros países que lhes possibilitem viver e trabalhar com dignidade e respeito.

Governantes do Brasil, será que aquilo que “queima na cara” já não vigora mais? Se pretendem continuar agindo como agem, melhor seria mudar as frases da nossa bandeira para “DESORDEM E RETROCESSO”. Pois é exatamente isso que estamos vendo com suas atitudes mesquinhas e de ganância sem limites.

Será que apagou por completo da vossa memória o tempo em que “um fio de barba era o penhor maior da palavra dada”? Do jeito que vemos as coisas hoje, a honra e a dignidade se tornaram qualidades em total extinção, assim como as florestas que derrubam ou fazem de conta que não sabem que estão sendo derrubadas.

Até quando pensam que continuarão criando o caos dentro da Ordem?

Nosso país é o mais rico em recursos naturais em todo o planeta e mesmo assim, vocês conseguem manter o povo na miséria e humilhação, sob promessas de progresso e desenvolvimento. Quando o que vemos, é apenas o desenvolvimento dos mais abastados, dos ricos e dos políticos com seus altos e injustos salários de marajás.

Temos uma das maiores economias do mundo e... para quê? Onde está a distribuição justa dessa economia? A grande maioria da população vive em condições sub-humanas, com milhões e milhões de carentes, esfomeados, abandonados, sem-teto, sem-terra, sem nada! É a isso que chamam de justiça? Para que serve, afinal de contas o Ministério da Justiça? Seria apenas para dar acobertar as falcatruas dos que vendem suas imagens de bonzinhos protetores do povo, quando na verdade, na calada da noite, lhes subtraem, como parasitas, toda as suas energias e alegria de viver?

Porque, sendo uma civilização mais antiga que a América do Norte, continuamos vivendo como vassalos, quando deveríamos ser livres?

O povo brasileiro é um povo valoroso e não capacho de porta de multinacional e imperialismos estatais ou de nações que se enriquecem com o nosso sangue, suor e lágrimas.

Coleiras ideológicas são próprias para inaptos para a vida, para ignorantes primitivos, não para o glorioso povo brasileiro.

Conclamamos então aos sábios, inteligentes e honrados cavaleiros que ainda sustentam em seu coração o brasão da ética e da dignidade, que façam valer a sua Honra, assumindo uma posição de verdadeiros guardiões dos fracos e oprimidos, reconquistando holisticamente tudo aquilo que o brasileiro perdeu, esqueceu ou lhe foi tirado.

Há um grande trabalho pela frente e a hora é agora!

Filhos do Cruzeiro do Sul, os Céus os convocam a se alistarem na grande legião de reconstrução da honra e dignidade patriótica! Convocam todos aqueles que sabem discernir entre unidade brasileira e unidade sideral. Entre unidade patriótica e unidade de povos, pois em essência, somos TODOS IRMÃOS, FILHOS DO MESMO PAI/MÃE!

A Lei do Retorno não permite que seres de alta estirpe interfiram diretamente nos destinos dos humanos, portanto, cabe aos brasileiros a missão de resgatar, despertar e agir, antes que seja tarde demais!

A espiritualidade apenas aponta o caminho, mas somos nós que devemos agir e caminhar pelas nossas próprias pernas, conscientes do que é HONRA e DIGNIDADE, ORDEM e PROGRESSO, e o significado do INDIVÍDUO, POVO E NAÇÃO, no AQUI e AGORA!

É preciso dar um basta em tal vergonhosa e calamitosa situação, antes que o pior aconteça diante dos nossos olhos. Apesar de que isso já está acontecendo. A cada dia nos tornamos mais e mais escravos que apenas trabalham para pagar taxas e impostos injustos.

AGIR CORRETAMENTE, segundo a Lei, não é virtude, mas OBRIGAÇÃO!

VIVER SEGUNDO A LEI, não é apenas DIREITO, mas intransferível DEVER.

Na carta dos direitos humanos, se fala muito em DIREITOS, mas, onde estão eles? Porque na realidade somente existe OBRIGAÇÕES?

O sistema governante oprime a nação com as OBRIGAÇÕES que lhe são pesadamente impostas, mas não lhes oferece como retorno os DIREITOS ADQUIRIDOS. Onde está a justiça nisso?

De que adiantam esses DIREITOS da constituição se eles apenas favorecem os corruptos, os privilegiados, os vendilhões do povo e da pátria?

Convidamos a todos a meditar profundamente sobre essas palavras nesta hora grave, onde o destino de todo um valoroso e alegre povo está nas mãos de incompetentes e aventureiros que apenas se preocupam em encher os bolsos com o sangue e suor alheio.

Uma NOVA ORDEM se faz necessária de forma URGENTE e RÁPIDA!

Um NOVO SISTEMA DE GOVERNO baseado na HONRA, DIGNIDADE, RESPEITO, CIDADANIA E ÉTICA está pronto para assumir esta nação e faze-la cumprir seus desígnios espirituais.

O povo brasileiro deve decidir se deseja continuar servindo de alimento para lobos disfarçados de ovelhas, ou assumir a glória de uma grande nação governada com sabedoria e justiça e não por políticos sem escrúpulos ou BRIO NA CARA!

Que a Luz Maior, emanada das estrelas fulgurantes do Cruzeiro do Sul, possa ativar no apagado braseiro do povo brasileiro, os Novos Lázaros em ressurreição, para que possam se levantar de suas sepulturas inertes de omissão e permissividade, como verdadeiros guerreiros destemidos, portadores da tocha ardente da ascensão. Cumprindo assim as profecias que descreveram o valoroso povo BRASILIAN.

Que o Sol da Liberdade irradie a todos seus raios fúlgidos, despertando do berço esplêndido esse gigante, florão da América e o faça conquistar as fronteiras do Novo Mundo.

Que teus campos voltem a ser risonhos e suas matas, agora destruídas, a ter os antigos bosques com muita vida.

Que o lábaro que ostentas estrelado, seja digno do verde-louro dessa flâmula, resgatando a glória do passado e conquistando uma Paz imorredoura para o futuro.

Que os filhos teus realmente não fujam à luta, não de armas, mas de honradez e dignidade!

Dos filhos deste solo, és mãe gentil, terra predestinada és tu, ó pátria amada, BRASIL!

2 Comments:

Blogger francim said...

Bom dia Ergom, seu blog e muito interessante, eu adorei!
Um abraço da Italia

11:13 PM  
Blogger Brasileiro said...

se alguem ainda nao conhecia a palavra civilidade e não sabia o que era ser brasileiro acabou de aprender.
seu blog deveria ser visivel a todas as pessoas que sabem ler e nao apenas as que são alfabetizadas...
Parabens e continue...

11:28 AM  

Post a Comment

<< Home